ENTRETENIMENTO

Estes quatro escritores marcaram a sua infância. Lembra deles?

Relembre histórias de autores que mudaram a vida de seus leitores desde a infância

Toda criança sempre adorou uma boa história. Quem cresceu lendo os escritores infantis e infanto-juveis com certeza guarda boas lembranças que marcaram um dos períodos mais mágicos da vida, a infância. Seja aventura, suspense, romance ou drama, os autores especializados nesse público tem que aprender desde cedo uma lição primordial: como se comunicar com os jovens e falar a linguagem deles.

Anúncios

Na literatura, histórias épicas ou focadas no imaginário do real ainda fazem parte do cotidiano dos jovens aficionados pelas letras. Se hoje “Harry Potter” é o novo clássico na literatura infanto-juvenil, nos anos 1970 em diante a Série Vaga-Lume e os livros de Ziraldo fizeram História com “H” maiúsculo.

Muitos jovens que amavam as histórias em quadrinhos deram os primeiros passos para a literatura adulta autores como Lewis Carrol e Thalita Rebouças.

Anúncios

Listamos abaixo quatro desses mestres em conquistar o leitor na primeira página. Confira.

1 – Ruth Rocha

A escritora direcionou sua carreira para os livros infantis e acabou tornando-se um dos grandes nomes da lituratura brasileira. Ruth Rocha, além de ser mãe de “Marcelo, Marmelo, Martelo”, “A menina que aprendeu a voar”, e “Viva a Macacada”, é defensora dos direitos das crianças e já escreveu mais de duzentos livros. Seus textos já foram traduzidos para 25 idiomas.

Ruth Rocha também é presença certa em livros didáticos, já que as histórias falam a linguagem dos seus leitores, uma característica do seu texto. A autora foi eleita para a cadeira 38 da Academia Brasileira de Letras, em 2007.

2- Ziraldo

Não é novidade para ninguém que Ziraldo é o pai do Menino Maluquinho. O escritor também é jornalista e lutou contra o fim da Ditadura Militar. Seus textos são sempre ilustrados com seu traço característico.

Nessa época, Ziraldo escreveu para o jornal “O Pasquim”. O mineiro ajudou a fundar o periódico e na literatura foi destaque entre o público mais jovem.

Ziraldo escreveu mais de 130 livros em toda a sua carreira e até hoje é um dos autores mais visitados na Bienal do Livro.

3 – Lygia Bojunga

Uma das obras mais famosas de Lygia Bojunga é “A bolsa amarela”, que conquista até hoje leitores de todas as idades. A autora ganhou prêmios como o Hans Christian Anderson, o mais importante a literatura infanto-juvenil e consagrou-se como a primeira mulher do seu gênero a receber essa congratulação.

 

 

 

4 – Marcos Rey

O escritor da Série Vaga-Lume é referência para quem ama livros policiais e de suspense. O paulista de coração usou o território da Grande São Paulo para desenvolver seus escritos. Suas histórias tem um ritmo intenso e o autor consegue equilibrar diálogos coloquiais com descrição precisa dos personagens e situações.

Dentre os livros do autor, os mais lidos são: “O mistério do cinco estrelas”, “Um cadáver ouve rádio”, “O rapto do garoto de ouro”, “Um cadáver no porta-malas” e “Sozinha no mundo”. Veja aqui onde encontrar os seus livros.

 

Tadeu Goulart

Jornalista e assessor de imprensa, formado pela UERJ. Apaixonado por literatura, cultura e o mundo POP. Dono da página "Série Vaga-Lume" do Facebook e divulgador oficial do site.

ARTIGOS RELACIONADOS