NOTÍCIAS

Neto confessa assassinato de idosa de 106 anos no Maranhão e detalha crime que chocou o Brasil

Suspeito decidiu confessar crime e revelou que vovó mais velha do país o reconheceu durante assalto.

Sobrinho-neto confessa que matou idosa de 106 anos, no Maranhão. A morte de Antônia Conceição da Silva, chamada de ‘vovó mais velha’ do país, acabou tendo um desfecho chocante nesta quinta-feira, 6 de dezembro. A policia Civil do Maranhão já havia comovido o Brasil ao contar que a idosa de 106 anos foi morta com golpes de madeira. No entanto, agora chocou ainda mais ao revelar a identidade do suspeito pelo crime.

Anúncios

Segundo a investigação, o sobrinho-neto da idosa é o principal responsável pelo crime e foi detido no dia 24 de novembro. Ele confessou o crime e apenas agora, após apurar os fatos, os investigadores decidiram revelar essa proximidade.

Idosa mais velha do Brasil teria reconhecido sobrinho-neto e, por isso, ele decidiu assassiná-la

A revelação causou perplexidade nas redes sociais. “Muito próximo, como ele foi capaz?’, chegou a dizer um internauta sobre a morte de Antônia Conceição da Silva. O suspeito teria decidido matar a vovó mais idosa do país, depois que foi roubar-la e ela o reconheceu.

Anúncios
Sobrinho-neto matou idosa de 106 anos a pauladas no Maranhão, revela investigação da Polícia Civil - Foto/Divulgação
Sobrinho-neto matou idosa de 106 anos a pauladas no Maranhão, revela investigação da Polícia Civil – Foto/Divulgação

Mesmo com 106 anos, a mente da idosa era muito boa o que deixou o sobrinho neto com grande medo. As investigações chegaram ao suspeito depois de ver que o calçado usado por ele era compatível com o que a perícia identificou no local do crime.

Sobrinho neto de idosa de 106 anos morta a pauladas confessou assassinato da avó

O homem foi detido pela polícia em um transporte alternativo no povoado Alto Bonito, entre os municípios de Riachão e Carolina, no Maranhão. Ele foi encaminhado à Unidade Prisional de Ressocialização do município de Balsas, a 800 km de São Luís, onde permanece até o momento.

Apesar da confissão do assassinato da idosa, agora a Polícia Civil do Maranhão segue na investigação. Um dos objetivos é saber se outras pessoas teriam ajudado na elaboração do assalto à residência da idosa e também sua morte.

TAGS

Hugo Soares

Hugo Soares se formou em jornalismo pela Cásper Líbero, mas desde 2015 vive em Duque de Caxias. Jovem e interessado, Hugo é um dos mais atuantes de nossa equipe.

ARTIGOS RELACIONADOS