NOTÍCIAS

Carrefour Osasco fecha as portas após protesto pela morte da cadela ‘Manchinha’

Com medo de tumulto, mercado Carrefour fechou unidade. Manifestantes puderam protestar.

Carrefour Osasco fecha por conta de protesto contra morte de cachorro. O espancamento e a morte de um cachorro no Carrefour de Osasco, em São Paulo, gerou grande repercussão na mídia e, especialmente, nas redes sociais. Nesse sábado, 8 de dezembro, uma manifestação contra a morte do animal voltou a abalar o local.

Anúncios

De acordo com informações do Jornal do Brasil, provavelmente a fim de evitar tumultos, o Carrefour simplesmente fechou as portas. O fechamento ocorreu por volta das 14h. O estacionamento do local continuou aberto para os manifestantes realizarem o seu protesto.

Mercado Carrefour revolve fechar as portas em Osasco, após polêmica envolvendo cachorro morto

O espancamento do cachorro no Carrefour já faz com que políticos discutam até mesmo leis mais severas para quem maltrata os animais. Por enquanto, a legislação existente é considerada branda para os defensores dos pets.

Anúncios
Cachorro morto no Carrefour gera protestos e obriga mercado a fechar portas - Foto/Divulgação
Cachorro morto no Carrefour gera protestos e obriga mercado a fechar portas – Foto/DivulgaçãoCachorro morto no Carrefour gera protestos e obriga mercado a fechar portas – Foto/Divulgação

Na quinta-feira, 6, o segurança acusado de agredir e causar a morte do cachorro confessou à polícia ter golpeado o animal com uma barra metálica, mas se disse arrependido. Em depoimento prestado na Delegacia do Meio Ambiente, ele afirmou que não percebeu que havia ferido o animal e só teria se dado conta quando viu o sangue no chão. Também alegou ter buscado ajuda e ligado para o Centro de Zoonoses do seu celular pessoal.

Ato contra morte de cachorro que foi espancado e morto obrigou Carrefour Osasco a fechar as portas

A pena do segurança, caso aplicada, varia de três meses a um ano de detenção. Especialistas, no entanto, acreditam que ela será convertida à prestação de serviços comunitários.

Há quem tema o pior para a marca Carrefour no Brasil, especialmente para a unidade Osasco. Ela representa fonte de renda para dezenas de trabalhadores que labutam no local.  O mercado lamentou o episódio e diz colaborar na investigação da morte da cadela Manchinha.

TAGS

Hugo Soares

Hugo Soares se formou em jornalismo pela Cásper Líbero, mas desde 2015 vive em Duque de Caxias. Jovem e interessado, Hugo é um dos mais atuantes de nossa equipe.

ARTIGOS RELACIONADOS