SERVIÇOS

Bolsonaro se revolta com o Facebook e dá ultimato a Mark Zuckerberg

Revoltado com exclusão de páginas de direita, Bolsonaro se pronuncia irritado.

O dono do Facebook, Mark Zuckerberg, revoltou o presidente eleito, Jair Bolsonaro. As políticas utilizadas pelo Facebook foram questionadas pelo próprio político em uma rede social. Ele decidiu se pronunciar, após fanpages famosas, como a ‘República de Curitiba’, serem retiradas do ar pela rede social.

Anúncios

De acordo com o presidente Bolsonaro, o Facebook teria retirado do ar pelo menos dez páginas de direita. Todas elas defendiam Bolsonaro e criticavam algumas atitudes da esquerda. Isso gerou grande repercussão entre os apoiadores do político,  que taxaram de “absurdo” tudo o que aconteceu.

Bolsonaro critica Facebook por exclusão de páginas de direita e cita ‘liberdade de expressão’

“É muito grave mais uma ‘rodada’ de exclusões de mais de 10 páginas de direita incluindo as de Paulo Eduardo Martins, Eder Borges e República de Curitiba pelo Facebook. A liberdade de expressão tem que ser respeitada, inclusive quando você é atacado e legalmente responde!”, escreveu Bolsonaro em sua rede social.

Anúncios
Bolsonaro critica exclusão de páginas de direita do Facebook - Foto/Divulgação
Bolsonaro critica exclusão de páginas de direita do Facebook – Foto/Divulgação

Não é a primeira vez que esse fato acontece no Facebook. Durante as eleições, algumas páginas também foram retiradas do ar. Dessa vez, a fanpage ‘República de Curitiba’, que é uma das excluídas da rede social, foi retirada do ar quando tinha mais de 800 mil seguidores.

Bolsonaro ataca o Facebook após página ‘República de Curitiba’ ser excluída

A própria página, que agora pede seguidores no Twitter, agradeceu o apoio do presidente Bolsonaro por meio da nova rede social. A resposta em torno do caso também gerou grande repercussão entre os apoiadores do novo presidente do Brasil.

Pelo Twitter, a página República de Curitiba mandou o seu recado sobre esse episódio. “O Facebook apagou nossa página com 800.000 seguidores no face, mas não vamos desistir. Obrigado pelas centenas de mensagens de apoio e curtidas na nova página”, escreveu a página mostrando sua revolta com o acontecido no Facebook.

TAGS

Edgar Ferreira Aguilar

Edgar Ferreira Aguilar se formou em direito, mas era o jornalismo que iria calcar sua caminhada. Formado pela Uerj, ele se especializou em documentários e, mais tarde, no jornalismo online. Edgar passou pelo IG e pelo Portal UOL antes de fazer parte da equipe do 'Ideal Notícia'.

ARTIGOS RELACIONADOS